Artigo: Como criar e estabelecer equidade em reuniões híbridas | Logitech

PULAR PARA O CONTEÚDO PRINCIPAL
Pangea temporary hotfixes here
Como criar equidade em reuniões híbridas

A maioria dos líderes está apostando alto no trabalho híbrido para preparar suas empresas para o sucesso. O problema? Embora o trabalho híbrido seja benéfico, ele também pode ser inconsistente e desigual. Se esses pontos não forem abordados, isso pode levar a uma cultura de trabalho dividida.

Isso é ainda mais real em reuniões virtuais. Quando as reuniões têm participantes presenciais e remotos, os participantes remotos geralmente ficam em segundo plano, independentemente de seus cargos. 

Como corrigimos isso? 

Cultivar uma melhor abordagem para as reuniões exigirá um esforço colaborativo em toda a empresa. A equipe de TI atuará como líder estratégico nesse esforço, pois tem a tarefa de investir em tecnologia que reduza experiências desiguais entre participantes remotos e presenciais.

 

O que há de errado com as reuniões híbridas?

Os maus hábitos são difíceis de mudar, e os cientistas organizacionais estão descobrindo que isso realmente acontece na cultura das reuniões corporativas. Os desafios existentes em relação à distinção, exclusão e marginalização foram exacerbados por um novo fator: a proximidade. 

A distinção por proximidade ocorre quando os participantes presenciais obtêm vantagens no local de trabalho em relação aos participantes remotos, simplesmente devido à sua localização física. 

A dinâmica de uma reunião híbrida pode ser fortemente influenciada pela distância percebida, ou por quem está pessoalmente versus quem está remoto. Para mitigar isso, a tecnologia executada em dispositivos de reunião desempenhará um papel importante para impedir que a desigualdade se torne um subproduto do trabalho híbrido. Em outras palavras, uma experiência igualitária precisa ser incorporada ao próprio produto. Este é um pilar do processo de desenvolvimento da Logitech.

 

A luta entre o 2D e o 3D

A desigualdade entre participantes presentes e remotos causa atrito durante as reuniões virtuais. Enquanto os participantes da sala de conferência estão reunidos naturalmente ao redor da mesa, os participantes remotos ficam presos em uma pequena caixa na parede.

Isso gera vários problemas para os participantes remotos: 

  • É mais difícil para eles verem e serem vistos, e ouvirem e serem ouvidos totalmente
  • É mais complicado para eles participarem e influenciarem a conversa
  • Sem ter visibilidade, fica mais complexo para eles se envolverem na tomada de decisões

Sem a participação total, as metas da reunião muitas vezes não são alcançadas, e o potencial e o talento dos funcionários não são aproveitados. Um resultado ruim de reunião após o outro leva ao esgotamento e ao desengajamento de todos os participantes, remotos e presenciais.

 

Como resolver o problema

O que a tecnologia pode fazer para resolver esse problema? Vamos buscar inspiração fora do mundo do trabalho, em áreas como o entretenimento. Pense nos seus filmes favoritos. O que os torna “completos?” 

Não é apenas um ótimo roteiro, mas o mecanismo que é incorporado aos bastidores para garantir que a história seja contada da maneira mais eficaz possível.

Acertar a iluminação, definir e redefinir os ângulos certos da câmera, acompanhar o movimento e a ação e captar todo o áudio e ajustá-lo nos níveis certos define a capacidade do espectador de participar da história.

Essa habilidade primária de participar da experiência é a precursora do engajamento.

Da mesma forma, trazer uma experiência cinematográfica para a sala de reunião híbrida pode afetar positivamente a participação, o engajamento e a eficácia geral. Por trás dessa abordagem está a filosofia de que é mais importante criar a melhor experiência geral do que apenas transmitir imagens e áudios com fidelidade.

Melhorar o trabalho híbrido é um esforço de equipe

Problemas como reuniões híbridas desiguais existem na interseção de tecnologia, espaço e cultura. As empresas que adotam uma abordagem integrada para resolver esse problema estarão mais bem preparadas para criar uma experiência de funcionário superior para todos, independentemente de sua localização.

As organizações que não adotam essa visão podem se esforçar para recuperar o atraso, pois os funcionários gravitam em lugares onde podem se sentir igualmente presentes e visíveis de qualquer lugar.

No segundo post dessa série, discutimos o componente visual na criação da equidade nas reuniões e por que isso é essencial para obter sucesso. 

Leia o segundo post: Uma visão melhor para obter equidade em reuniões híbridas.

VOCÊ TAMBÉM PODE TER INTERESSE EM

Recon Research

Análise

Recon Research avalia a Logitech Rally Bar

Leia uma análise da Rally Bar realizada pela Recon Research que conta com testes práticos do appliance all-in-one de vídeo com base em Android da Logitech para salas de reunião de médio porte. 

Visão geral de como fazer o espaço do escritório fazer sentido

Artigo

Como fazer o espaço no escritório valer a pena em um mundo remoto

Leia este artigo para saber como equipar seu escritório de maneira equitativa para funcionários presenciais e remotos com a combinação ideal de ferramentas de videoconferência e de sala de reunião.

Como simplificar o conjunto de ferramentas para o trabalho remoto

Artigo

Como simplificar o conjunto de ferramentas para o trabalho remoto em tempos complexos

Leia este artigo para saber como a equipe de TI pode fornecer melhores equipamentos para funcionários remotos, a fim de consolidar e agilizar o processo de configuração, enquanto aprimora a experiência de trabalho remoto para os funcionários