Girls Who Code

PULAR PARA O CONTEÚDO PRINCIPAL
Pangea temporary hotfixes here

MENOS MULHERES ESTÃO ENTRANDO
NO SETOR DE TECNOLOGIA DO QUE NUNCA

Em 1995, 37% dos cientistas da computação eram mulheres.
Hoje, apenas 24%1.

Ao abordar problemas sistêmicos no mundo da codificação e combater a alta taxa de desistência de meninas entre 13 e 17 anos, a Girls Who Code visa eliminar a diferença de gêneros em empregos de tecnologia de nível básico - já em 2027. 

Como empresa que defende o equilíbrio global de gênero, diversidade e igualdade acima de tudo, a Logitech está entusiasmada em apoiar a causa.

MANTENDO O PROGRESSO DAS MENINAS

Mini teclado MX Keys na mesa

A AMBIÇÃO

Você não pode ser o que você não pode fazer. É por isso que, em apoio à missão Girls Who Code, a Logitech está focando em mulheres que dominam as áreas de STEM (sigla para ciência, tecnologia, engenharia e matemática). Enquanto nosso #WomenWhoMaster fornece às meninas poderosas aspirações e dicas de carreira, a Logitech visa equipá-las com as ferramentas de que precisam para prosperar.

Role para baixo para conhecer o #WomenWhoMaster deste mês.

Videochamada usando a webcam

O COMPROMISSO

A cada produto MX vendido, a Logitech estará doando US$ 0,05 para a Girls Who Code - se comprometendo a uma doação mínima de US$ 300 mil até o final de 2022 para a causa. Além disso, a Logitech está trabalhando em uma série de iniciativas educacionais, patrocinando o Programa de Imersão de Verão da Girls Who Code e desenvolvendo um programa de estágio para inserir mulheres jovens no caminho do sucesso nas áreas de STEM.

#WOMENWHOMASTER

CONHEÇA AS MESTRES DO STEM

Imagem em miniatura de Gabby Llanillo

Gabby Llanillo

Gabby Llanillo cresceu jogando videogame nos cafés com computadores de seus tios nas Filipinas. Agora ela trabalha para um dos maiores desenvolvedores de videogames americanos. Gabby é nosso mais recente destaque na série #WomenWhoMaster e compartilha suas perspectivas sobre o que significava ter o apoio de sua mãe, o impacto de mentores e como ela começou a ser ela mesma assumidamente. 

Imagem em miniatura de Sara Inés Calderón

Sara Inés Calderón

Sara Inés Calderón, uma amante de livros de longa data que descobriu a codificação por meio do jornalismo, acredita que diversos conjuntos de habilidades são um ativo subestimado na indústria de tecnologia. Com uma carreira de sucesso como engenheira de software, ela é nossa próxima #WomenWhoMaster que tem conselhos e incentivos para oferecer às mulheres que se sentem deslocadas nas áreas de STEM.

Imagem em miniatura de Aisha Bowe

Aisha Bowe

Aisha Bowe é a fundadora e CEO da STEMBoard, uma empresa de serviços de tecnologia e criadora da LINGO. Tivemos a chance de falar com ela e saber mais sobre sua vida, sua carreira, suas ideias sobre orientação e sua visão para o futuro em sua área.

#WOMENWHOMASTER NO INSTAGRAM

Conhece alguma #WomenWhoMaster? Indique-a no Instagram e você poderá vê-la em destaque aqui!

The Master Series

Pessoa usando o mouse e o teclado da Logitech para o design

MX para criatividade

A Master Series, uma gama de produtos que liberta a sua capacidade de criar, fabricar e executar,

Pessoa usando o mouse e o teclado da Logitech para codificação

MX para programação

The Master Series coloca você no ritmo e mantém nesse ritmo até a última linha de código escrita.